A SARBANES-OXLEY ACT COMO INSTRUMENTO DE VALORES ÉTICOS, SOCIOECONÔMICOS E AMBIENTAIS NA GOVERNANÇA CORPORATIVA: SEUS IMPACTOS NO BRASIL

Charlene de Avila Plaza, Nivaldo dos Santos, Maria Cristina V. B. Tarrega

Resumo


O presente artigo visa como objetivos discorrer sobre os impactos da Lei Sarbanes-Oxley nas esferas empresariais e a sua possível democratização nos mercados, partindo de análises do processo de globalização e seus desdobramentos na tentativa de consolidação dos movimentos e projetos globais para que se estabeleçam caminhos que conduzam as empresas em uma maior sustentabilidade nos âmbitos socioeconômicos, sociais e ambientais, baseados nos princípios da governança corporativa. A governança corporativa é justificada e defendida, tanto pelas empresas quanto pela sociedade e o Estado como fenômeno que abarca o reconhecimento da sua necessidade para a sobrevivência e perenidade de uma empresa no cenário internacional, através da utilização de melhores práticas de gestão e profissionalização. O mercado percebe a governança como instrumentos para a valorização de seus investimentos e as empresas por sua vez, tornam-se mais atraentes perante os investidores a partir da conscientização dos princípios de transparência e equidade. Atualmente para as empresas, a questão da governança corporativa abarca muito mais do que a justificação de sua criação motivada nos escândalos corporativos internacionais, abrangendo um contexto maior para aquelas que se preocupam obter sucesso diante dos mercados internacionais para divulgar o bom nome empresarial e por conseqüência valorizar seus papéis no mercado de ações.
Palavras-chave: governança corporativa, globalização, transparência, equidade, mercado de ações.

Palavras-chave


governança corporativa, globalização, transparência, equidade, mercado de ações

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/prismas.v5i2.607

ISSN 1809-9602 (impresso) - ISSN 1808-7477 (on-line) - e-mail: rochaalice@yahoo.com.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia