O princípio da prevenção sob o enfoque ambiental e da saúde: um imperativo sócio-democrático -doi10.5102/unijus.v24i1.2187

Leandro Peixoto Medeiros

Resumo


O presente artigo desenvolve estudo acerca do princípio da prevenção, desvendando suas nuances tanto à luz do Direito Ambiental como sob o enfoque da saúde. A pós-modernidade fez surgir novos desafios à humanidade, repercutindo na defesa de suas maiores prerrogativas, as quais se encontram alicerçadas no texto constitucional. A tutela de direitos coletivos é face de um novo momento do Estado, ao qual se incumbe, juntamente com a coletividade, a proteção de novos direitos, incidentes na esfera jurídica de toda a sociedade, constituídos sob a égide da Lei Maior. Compreender o princípio da prevenção em mais de uma perspectiva leva a uma superação conceitual, imputando-lhe as vestes de imperativo sócio-democrático. Com supedâneo na doutrina mais abalizada e na jurisprudência pertinente ao tema, a pesquisa intenta desfazer falsas perspectivas e edificar novos parâmetros de efetivação do princípio em tela, tanto no campo ambiental como no da saúde.

Palavras-chave


Princípio da Prevenção; Direito Ambiental; Saúde.

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/unijus.v24i1.2187

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1519-9045 (impresso) - ISSN 1982-8268 (on-line) - e-mail: carolina.abreu@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia