Observatório constitucional Ronald Dworkin: reconstruindo o liberalismo existencialista da obra “a virtude soberana: a teoria e a prática da igualdade” -doi10.5102/unijus.v24i1.2182

Heraldo Elias Montarroyos

Resumo


Resumo: esta pesquisa traz como contribuição acadêmica um novo ângulo de abordagem sobre a obra “A virtude soberana – a teoria e a prática da igualdade”, escrita pelo filósofo constitucionalista Ronald Dworkin, investigando nesse sentido o modo como foi produzido o seu programa de pesquisa bem como as estratégias de investigação teórica e empírica realizadas em alguns estudos de caso relacionados com a dinâmica da ordem político-constitucional. Com esse propósito, é aplicado um modelo epistemológico de reorganização das ideias que traz na sua composição uma série de categorias organizacionais do conhecimento (ontologia, metodologia, axiologia, teoria, práxis e contexto espaço-temporal) que servem para reorganizar as proposições originais do livro “A virtude soberana...”, formando consequentemente um programa epistemológico de pesquisa que será testado com a ajuda de outros autores que se dedicaram igualmente a investigar a importância dessa obra de difícil compreensão, mas que ainda assim impressiona multidões de leitores pela sua profundidade argumentativa. Desenvolvendo esse modelo de trabalho, conseguimos visualizar a magistral contribuição do filósofo Ronald Dworkin projetando a sua estrutura de pensamento conciliadora do comunitarismo liberal com o liberalismo clássico incluindo decisivamente a participação da filosofia existencialista, resultando em algo inovador que denominamos neste estudo de liberalismo existencialista, evidenciado na composição do conceito da igualdade de recursos e no sistema geral das ideias programáticas desse autor. No final da pesquisa, apresentamos um diagnóstico detalhado sobre a natureza do programa de pesquisa liberal existencialista, mostrando como foi possível cientificamente para Ronald Dworkin encontrar uma saída equilibrista entre o individualismo econômico e o comunitarismo político.

Palavras-chave: liberalismo existencialista; programa epistemológico de pesquisa; igualdade de recursos.

Palavras-chave


Palavras-chave: liberalismo existencialista; programa epistemológico de pesquisa; igualdade de recursos.

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/unijus.v24i1.2182

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1519-9045 (impresso) - ISSN 1982-8268 (on-line) - e-mail: carolina.abreu@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia