A construção da competitividade externa brasileira: o PAC e outras políticas associadas – Uma Reflexão - doi:10.5102/uri.v6i1.840

Fátima Faro, Ricardo Faro

Resumo


O presente artigo realiza uma reflexão acerca dos possíveis efeitos gerados em decorrência da implementação pelo Governo Federal de um conjunto de medidas econômicas denominado Plano de Aceleração do Crescimento – PAC, em combinação com outras políticas associadas, para a alavancagem dos negócios internacionais de nosso interesse, construção da competitividade externa do País, e o alcance efetivo do status de global trader. Discute, ainda, o resultado presumível de tais medidas na consolidação do processo de integração regional, no contexto do Mercosul, e os possíveis impactos na geração e manutenção de empregos, redução das desigualdades, e estabelecimento de uma nova rota de desenvolvimento econômico e social.

Palavras-chave


desenvolvimento infra-estrutura, comércio exterior, integração regional, negociações multilaterais.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/uri.v6i1.840

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1807-2135 (impresso) - ISSN 1982-0720 (on-line) - e-mail: universitas.rel@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia