Diferenciação e Estereotipificação – Libaneses na Fronteira Brasil-Paraguai - 10.5102/uri.v0i0.480

Aline Thomé Arruda

Resumo


O trabalho proposto analisará as formas de (re)afirmação e (re)construção identitária de uma etnia em uma situação de segmentação étnica específica. Trata-se do espaço de realização de atividades comerciais criado entre as cidades de Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, zona fronteiriça que une Brasil e Paraguai. O segmento étnico a ser analisado é o dos comerciantes de origem libanesa, bem como seus descendentes que desempenham a mesma atividade. São diversos os processos internos e externos à comunidade que buscam a (re)construção de uma identidade. Dentre esses destacarei aqueles de ordem externa relacionados à estereótipos veiculados pela mídia a respeito de ligações com atividades terroristas e a forma como os brasileiros que vivem na fronteira vêem esses libaneses.

Palavras-chave


Migrações Internacionais; Diáspora Libanesa; Identidades

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/uri.v5i12.480

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1807-2135 (impresso) - ISSN 1982-0720 (on-line) - e-mail: universitas.rel@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia