Análise do princípio da unidade familiar no direito internacional dos refugiados 10.5102/uri.v10i1.1624

Carina de Oliveira Soares

Resumo


O presente artigo tem como objetivo estudar o princípio da unidade familiar no Direito Internacional dos Refugiados. Os refugiados são forçados a fugir de seu país de origem em virtude de um receio maior quanto a sua vida e liberdade e, em grande parte das situações, essas pessoas se vêem obrigadas a abandonar a sua casa e a sua família na busca de um futuro incerto em um outro Estado. O princípio da unidade familiar dos refugiados leva em consideração a importância da família como ambiente de afeto e solidariedade indispensável para o desenvolvimento saudável de qualquer ser humano, bem como a situação de vulnerabilidade na qual se encontram essas pessoas buscando, assim, garantir a dignidade, a felicidade e auxiliá-las na integração local em um país estranho.

Palavras-chave


entidades familiares; princípio da unidade familiar; dignidade da pessoa humana; refúgio.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/uri.v10i1.1624

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1807-2135 (impresso) - ISSN 1982-0720 (on-line) - e-mail: universitas.rel@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia