Avaliação funcional prospectiva da reconstrução do ligamento cruzado anterior: autoenxerto patelar ipsilateral versus contralateral

Pedro Nunes Silva, Marcio de Paula e Oliveira

Resumo


A ruptura do ligamento cruzado anterior (LCA) tem sido objeto de estudo desde o século IX, sendo uma das mais frequentes e debilitantes lesões do joelho, especialmente no âmbito esportivo. O tratamento cirúrgico é indicado na maior parte dos casos e, apesar de ser um dos procedimentos ortopédicos mais realizados no mundo, a escolha do enxerto ainda envolve grande controvérsia na literatura, sendo influenciada por fatores como a experiência do cirurgião, condições da região doadora e expectativas funcionais do paciente. O objetivo do presente trabalho foi avaliar e comparar de forma prospectiva, do ponto de vista clínico e funcional, pacientes submetidos a reconstrução do ligamento cruzado anterior, utilizando o autoenxerto do ligamento patelar ipsilateral ou contralateral. Foi realizado um estudo longitudinal descritivo com 54 pacientes de ambos os gêneros, dos quais 27 foram operados com enxerto patelar ipsilateral (25 homens e 2 mulheres) e 27 com enxerto patelar contralateral (23 homens e 4 mulheres). Para avaliação dos pacientes foram aplicadas a Escala Visual e Analógica de Dor, a Escala de Atividades de Vida Diária e o Questionário e Lysholm. Foram realizadas também as avaliações da amplitude de movimento, estabilidade articular objetiva (KT-1000™), desempenho muscular (dinamometria isocinética) e capacidade sensório-motora (Single Leg Hop Test e Y Balace Test). Todas as avaliações foram realizadas no período pré-operatório e ao final do 3º mês pós cirúrgico. Os pacientes que operaram utilizando o autoenxerto patelar contralateral sofreram mais com redução das suas capacidades em ambos os membros, porém apresentavam maior simetria entre os membros. Por outro lado, pacientes submetidos à RLCA com o autoenxerto ipsilateral apresentaram assimetrias importantes, embora tenham atingido melhores resultados para EAVD e Lysholm. Os resultados desta pesquisa contribuem na busca por novos caminhos para o tratamento dos pacientes com lesões do LCA, no entanto, novos estudos devem ser desenvolvidos para que se potencializem os benefícios do processo cirúrgico e da reabilitação deste grupo

Palavras-chave


Ligamento Cruzado Anterior. Lesões do Ligamento Cruzado Anterior. Ligamento patelar. Autoenxerto Osso-Tendão Patelar-Osso.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n1.2018.6348

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia