Entre a crítica do nacionalismo e a ética da compaixão: o pensamento de Rabindranath Tagore sobre política internacional e relações internacionais

Bárbara Ellen Monteiro Barros, Raphael Spode

Resumo


Nos últimos anos, pesquisadores e estudiosos da área de Relações Internacionais têm identificado que suas teorias e técnicas comumente negligenciam ensinamentos e experiências advindos de fora do Ocidente. Essa carência no campo das teorias compromete por completo o entendimento da dinâmica de política internacional do mundo contemporâneo, visto que, os atores internacionais não-ocidentais ocupam cada vez mais lugar de destaque na política e na economia mundial. Por essa razão, a busca por uma proposta de agenda normativa proveniente do Oriente torna-se cada vez mais frequente entre pesquisadores da disciplina. Nessa perspectiva, esse projeto de pesquisa busca analisar o pensamento de Rabindranath Tagore, poeta indiano, a respeito da política internacional buscando compreender sua crítica ao conceito de nacionalismo, e a alternativa ética proposta pelo autor, que se baseia em princípios e valores orientais. No prelúdio da pesquisa torna-se imprescindível a compreensão do cenário e momento políticos em que autor se encontrava, e exploração do conteúdo ministrado em duas notórias palestras proferidas em solo japonês


Palavras-chave


Pós-colonialismo. Pensamento não-ocidental. Teoria das Relações Internacionais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n1.2018.6342

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia