Avaliação da resposta de anticorpos vacinais em animais vacinados contra Leishmaniose Visceral Canina

Ana Carolina Laraia, Kályda Santana, Lucas Edel Donato

Resumo


Esta pesquisa discorre sobre as questões que buscam responder: Qual a resposta de anticorpos vacinais em animais vacinados contra leishmaniose visceral canina? Tendo em vista a necessidade de testes sorológicos que não produzam resultados positivos influenciados pela resposta humoral vacinal. O presente estudo avaliou a soroconversão de cães vacinados com a vacina LeishTec por meio dos testes imunocromatográfico DPP-LVC e Alere- LVC e também utilizando da técnica ELISA como teste confirmatório para estes resultados. Como alternativa auxiliar e para melhor acurácia dos resultados todas as amostras foram testadas através da técnica de PCR no Instituto Carlos Chagas – FioCruz Paraná, na cidade de Curitiba/PR. Os testes DPP-LVC e Alere-LVC apresentaram tanto no tempo 0, quanto no tempo 1, resultados positivos e negativos. Todas as amostras apresentaram teste negativo no exame confirmatório ELISA. As amostras examinadas pela técnica PCR também apresentaram em sua totalidade o resultado negativo. Os resultados dessa pesquisa evidenciam que o protocolo adotado pelo Ministério da Saúde é seguro na detecção de animais infectados com Leishmaniose, visto que as amostras positivas para os testes de triagem (DPP) são testadas pelo teste confirmatório ELISA, proporcionando um método capaz de separar os animais realmente positivos daqueles imunizados. Entretanto a análise documental mostrou, que há indícios da soroconversão de animais testados pelo DPP, fato que deve ser confirmado por estudos mais abrangentes

Palavras-chave


Leishmania. Soroconversão. DPP-LVC.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n1.2018.6339

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia