RETIRADA DO ENXERTO OSSO-TENDÃO PATELAR-OSSO COM A TÉCNICA DO CORTE BASAL COM USO DE SERRA OSCILATÓRIA: PROCEDIMENTO SEGURO?

Lucas Roos Vale, Marcio de Paula e Oliveira, Eugênio dos Santos Neto

Resumo


O ligamento cruzado anterior é um dos importantes ligamentos estabilizadores da articulação do joelho e sua lesão é comum no meio esportivo. Sua reconstrução cirúrgica no Brasil é realizada com o uso de autoenxertos como o do ligamento patelar; a técnica de retirada dele é descrita com o uso de martelo e osteótomos, isso pode gerar lesão cartilaginosa; desta forma este trabalho busca padronizar uma técnica de retirada que utilize apenas serra oscilatória, avaliando ainda complicações a curto-médio prazo.
Materiais e Métodos: Estudo retrospectivo de análise de prontuários de pacientes submetidos a reconstrução de ligamento cruzado anterior, utilizando autoenxerto de ligamento patelar utilizando serra oscilatória em sua retirada.
Resultados: Dos 80 pacientes inclusos no estudo, a média etária foi de 34,5 anos, a maior parte homens, 22 desenvolveram complicações e 19 necessitaram de reinternação hospitalar, principalmente para operação de ciclope devido a artrofibrose.
Discussão: A frequência de complicações pós-operatórias deste estudo foi maior que o esperado por ter muitos casos de artrofibrose, podendo ser por alteração da técnica de fixação ligamentar ou tendência maior entre a população estudada; não houveram fraturas peri-operatórias durante a retirada do enxerto.
Conclusão: A técnica de retirada do enxerto com corte basal utilizando serra oscilatória é um procedimento com menor risco de fraturas intra-operatórias


Palavras-chave


Joelho. Ligamento cruzado anterior. Retirada de enxerto. Técnica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n3.2017.5870

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia