ESTUDO RETROSPECTIVO DA ROTINA CIRÚRGICA DO HOSPITAL VETERINÁRIO

Daniela Oliveira Rodrigues, Ana Carolina Mota de Faria, Bruno Alvarenga dos Santos, Carlos Alberto da Cruz Júnior

Resumo


Para implementar e executar ações específicas nas diversas áreas cirúrgicas de hospitais veterinários, torna-se imprescindível realizar registros fidedignos dos procedimentos cirúrgicos realizados nos prontuários dos pacientes. Essa base de informações permite ao gestor hospitalar reportar informações atualizadas para a tomada de decisões gerenciais. Diante dessa necessidade, realizou-se a coleta e análise de informações contidas nos primeiros 135 prontuários cirúrgicos de 115 pacientes do Hospital Veterinário Veterinari de Brasília. As cirurgias foram classificadas por especialidades. Dos procedimentos realizados, 81,7% foram em cães, 15,6% em gatos e 2,7% em jabutis e aves. Observou-se maior incidência de cirurgias do aparelho reprodutor (n= 41, 30%), seguidas pelas odontológicas (n= 29, 21,4%), ortopédicas (n= 21, 15,6%), oncológicas (n=13, 9,5%), suturas de pele (n=11, 8,1%), gênito-urinárias (n= 11, 8,1%), gastrointestinais (n=3, 2,2%), oftalmológicas (n=3, 0.75%) e outras (n=3, 2,2%). Dos procedimentos relacionados ao aparelho reprodutor, 20% foram em machos e 80% em fêmeas, destacando-se a ovário-salpingo-histerectomia (60%) como procedimento mais realizado. Dentre as, odontológicas verifica-se uma elevada frequência das periodontais (69%). Nas ortopédicas 28,5% formam reparos de fraturas e nas oncologicas houve o registro majoritário de mastectomias (53%), sendo 81% realizados em cadelas e 18% entre as felinas, em consonância como o observado por Portilho et al., (2015). Verificou-se que as casuísticas do sistema gênito-urinário estão relacionadas apenas à remoção dos cálculos por meio de cistotomia, já nos casos gastrointestinais destaca-se a remoção de corpos estranhos e biopsias. Os procedimentos oftálmicos foram os menos realizados com apenas uma enucleação, uma correção de protrusão de glândula de 3° pálpebra e um para correção da catarata. Os resultados evidenciaram maior incidência de procedimentos cirúrgicos em cães, no qual os atendimentos preventivos, como as esterilizações e os tratamentos periodontais, demandaram grande parte da rotina cirúrgica do estabelecimento estudado. Dessa forma, sugere-se um fortalecimento contínuo do segmento de prevenção junto aos clientes por meio das informações dos prontuários que possibilitem uma melhoria continuada de processos relacionados a gestão da área cirúrgica veterinária


Palavras-chave


Doenças. Veterinária. Pacientes.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n3.2017.5846

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia