A ATUAÇÃO DA ENFERMAGEM NO DIAGNÓSTICO SITUACIONAL DO BULLYING ESCOLAR NA CAPITAL FEDERAL BRASILEIRA

Ana Cláudia Morais Salomão, Juliana Alves xavier, Julliane Messias Cordeiro Sampaio

Resumo


O bullying pode ser considerado um tipo de violência cujas ações podem causar danos graves aos envolvidos, seja enquanto vítimas ou agressores, ou mesmo de maneira indireta, como espectadores/testemunha. O objetivo dessa investigação foi avaliar a dinâmica do bullying nas regiões de ensino da capital federal brasileira, por meio de um diagnóstico situacional, através de um questionário estruturado. Método: análise descritiva-exploratória, utilizando como sujeito 512 estudantes na faixa etária dos 10 aos 17 anos de idade, do 6º ao 9º ano do ensino médio de uma escola pública em cada região de ensino (RE) da capital federal brasileira. Das quatorze RE, onze permitiram a coleta de dados no período de fevereiro a abril de 2018. Resultados: Constatou-se o bullying é realidade em todas as escolas investigadas, apontando um número elevado de vítimas entre os entrevistados (48,63%). Quanto ao sexo, a prevalência maior tanto de vítimas quanto de agressores foi o feminino (66,6% e 53,09% respectivamente). “Pôr apelido” e ser “zoado” foram as manifestações mais relatadas, tanto por vítimas, quanto por agressores e, o local com maior prevalência dessas perpetrações foi a sala de aula. Os resultados ainda apontaram uma categoria de vítimas-agressoras (17,82%), de ambos os sexos (feminino 52,80% e masculino 47,20%) e, a maioria está na faixa etária de 12 a 14 (73,03%). Conclusão: A partir dos resultados evidenciados no presente estudo, pode-se afirmar que identificar o bullying e suas manifestações na escola exige um esforço multidisciplinar e a participação de toda a comunidade escolar. Os resultados dessa investigação ratificam a existência desse fenômeno em todas as escolas participantes e, ao despontar a categoria de vítimas-agressoras apresentam, concomitantemente, a perpetuação dessa violência. Nesse aspecto, a Enfermagem pode e deve junto com a escola realizar esse tipo de investigação que, posteriormente, poderá subsidiar implementação de ações que promovam a cultura de paz, minimizando os efeitos deletérios desse tipo de violência na escola, reduzindo a incidência e prevalência da agressividade entre pares


Palavras-chave


Bullying. Diagnóstico situacional. Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n3.2017.5823

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia