ESPIRITUALIDADE E SEXUALIDADE: AS INFLUÊNCIAS DA LGBTFOBIA EM CONTEXTOS RELIGIOSOS

Cleno Couto de Mendonça Neto, Ana Flávia do Amaral Madureira

Resumo


A promoção de discussões sobre a LGBTfobia nos contextos de formação e atuação em
psicologia é indispensável, especialmente considerando os indicadores estatísticos
preocupantes acerca das mortes motivadas por ela no Brasil. Baseando-se na psicologia
cultural em sua vertente semiótica, a presente pesquisa teve como objetivo geral analisar
como pessoas com orientações sexuais distintas da heterossexualidade vivenciam, ou
vivenciaram, a sua espiritualidade em contextos religiosos, historicamente marcados pela
LGBTfobia. Para tanto, utilizou-se uma metodologia qualitativa de investigação, mediante
realização de entrevistas individuais semiestruturadas, de forma integrada à apresentação de
fotografias previamente selecionadas. Participaram da pesquisa oito pessoas, sendo quatro
homens e quatro mulheres, entre 18 e 36 anos de idade, homossexuais, bissexuais e
pansexuais, ativistas e não ativistas do movimento LGBT, que tenham tido vivências no
âmbito do cristianismo e sofrido ou percebido a presença da LGBTfobia neste contexto, em
algum momento de suas vidas. Após a transcrição das entrevistas, foram construídas quatro
categorias analíticas temáticas que nortearam o trabalho interpretativo. Os resultados
indicaram que a repressão sexual contra sexualidades não-hegemônicas dentro de algumas
religiões, associou o campo da espiritualidade à sensação de não pertencimento, violência,
exclusão sistemática e sentimento de culpa na população LGBT e mesmo entre pessoas que
não apresentam a espiritualidade como uma dimensão significativa em suas vidas. Como uma
forma de enfrentamento dessas situações, os/as participantes procuram desenvolver diferentes
estratégias de resiliência. A pesquisa indicou a necessidade da psicologia, enquanto ciência e
campo de atuação profissional, estar cada vez mais comprometida em conhecer de modo mais
aprofundado e desenvolver estratégias de intervenção contextualizadas que considerem as
especificidades dessa população, em sintonia com o respeito aos direitos humanos, na direção
da promoção da saúde e do bem-estar


Palavras-chave


Espiritualidade. Sexualidade. LGBTfobia. Contextos religiosos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n3.2017.5803

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia