AVALIAÇÃO DO CRESCIMENTO DE TILÁPIAS PRODUZIDAS EM TANQUES DE FERROCIMENTO COM RENOVAÇÃO PARCIAL DE ÁGUA E AERAÇÃO FORÇADA

Ana Luiza Alves Panta Vasconcelos, Carlos Alberto da Cruz Junior, Manoel Maciel da Costa, Bernardo Ramos Simões Corrêa

Resumo


Grande parte da população mundial vulnerável sobrevive em regiões com escassez hídrica e solos distróficos, demandando de forma emergencial sistemas de produção sustentáveis, participativos e que garantam a segurança alimentar. A tecnologia social de ferrocimento tem sido utilizada no Brasil principalmente para o armazenamento de água da chuva na região nordeste, entretanto apresenta características construtivas que permitem o seu uso na produção de peixes. O presente estudo foi realizado na Estação Experimental de Agroecologia – UniCEUB, Chácara Delfim T61, situada no Córrego do Urubu, Lago Norte, Distrito Federal, com o objetivo de avaliar o crescimento de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) em tanques de ferrocimento com baixo consumo de água. Foram utilizados três tanques de 12m³ cada, com sistema de aeração forçada por soprador difusor de 1,5 HP e renovação diária da água na ordem de 30% do volume total de cada tanque. O experimento foi realizado durante 4 meses, de março a junho de 2017. O primeiro tanque foi povoado com 1000 alevinos e após dois meses de crescimento da população de peixes, foram coletados de forma aleatória 300 animais para povoamento (repicagem) dos outros dois tanques, permanecendo nesse sistema por mais dois meses. Foram realizadas morfometrias no povoamento, após 60 dias do povoamento e aos 120 dias e os parâmetros de qualidade de água foram avaliados 2 vezes por semana. As variáveis de qualidade da água (oxigênio dissolvido (mg/L), pH, transparência (cm) e nitrito (ppm)) não apresentaram diferenças estatísticas significativas durante o experimento e mantiveram-se nas faixas ideais para o cultivo da espécie demonstrando a estabilidade do sistema proposto e capacidade do sistema soprador difusor em aerar a coluna d’água. O pH apresentou valor médio de 8, 2. Foi verificado redução da temperatura média em 5ºC no período de dois meses após a repicagem. Na fase pós-repicagem os níveis de amônia tóxica diminuíram demonstrando atividade biológica no sistema. Todos os parâmetros morfológicos levantados, peso (g), comprimento total (cm), comprimento sem cauda (cm) e comprimento de dorso (cm) apresentaram diferenças estatísticas significativas pelo teste de Tuckey (p<0,01) nas três análises realizadas, indicando o crescimento dos animais. Os resultados
demonstram que apesar de ter ocorrido queda na temperatura da água em virtude das baixas temperaturas do ambiente e o pH ter valor médio no limite máximo aceitável para a espécie, o sistema de produção em tanque de ferrocimento com baixo consumo de água e aeração forçada permite o crescimento satisfatório de tilápias


Palavras-chave


Aerador. Peixe. Tecnologia Social. Segurança Alimentar.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n2.2016.5583

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia