GÊNERO, SEXUALIDADE E DIVERSIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR

Isabel Lorrane Araújo Gomes Miguel, Joyce Juliana Dias de Avelar, Ana Flávia do Amaral Madureira

Resumo


A presente pesquisa teve como objetivo analisar as estratégias educacionais adotadas em uma escola de Ensino Fundamental, de 6o ao 9o ano, da rede pública de ensino do Distrito Federal no que diz respeito à abordagem das questões de gênero, sexualidade e diversidade. A escola em questão recebeu várias premiações no que se refere à temática da diversidade. Foi utilizada uma metodologia qualitativa de investigação. De forma específica, foram realizadas 10 entrevistas individuais semiestruturadas, de forma integrada à apresentação de imagens previamente selecionadas sobre a temática investigada. Participaram 5 professores/as e 5 profissionais da equipe gestora e pedagógica da instituição que colaborou com a pesquisa. Para a análise e interpretação das informações construídas na pesquisa de campo, utilizou-se a técnica da Análise de Conteúdo. Sendo assim, foram criadas categorias analíticas temáticas para nortear o trabalho interpretativo. Tais categorias foram construídas a partir de temas interessantes e significativos que surgiram nas entrevistas realizadas, considerando os objetivos da pesquisa. As categorias analíticas temáticas construídas foram: 1) O que os/as participantes pensam sobre gênero, sexualidade e diversidade? 2) Projeto Diversidade na Escola: o processo de implementação; 3) Estratégias educacionais no campo de gênero, sexualidade e diversidade; 4) Projeto Diversidade na Escola: principais impactos na comunidade escolar. Os resultados indicaram várias transformações na escola após a implementação do Projeto Diversidade. As principais transformações destacadas pelos/as participantes da pesquisa foram: a diminuição da violência, maior comprometimento e integração dos/as alunos/as com a escola, profissionais e alunos/as mais informados/as e conscientes sobre as opressões no campo das questões de gênero e sexualidade que ocorrem nas escolas. Na escola em questão, após a implementação do Projeto, de acordo com os/as profissionais entrevistados/as, houve um aumento do respeito e do diálogo entre todos/as. O diálogo apareceu como sendo uma das estratégias pedagógicas mais utilizadas e mais eficazes para lidar com situações de discriminação, em diferentes níveis. Além disso, a partir das entrevistas realizadas, foi possível constatar que há uma lacuna na formação profissional no que diz respeito às temáticas de gênero, sexualidade e diversidade. Portanto, a pesquisa indicou a necessidade e urgência de abordar tais temáticas durante a formação, inicial e continuada, dos/as profissionais da educação. Tais profissionais estão em contato cotidiano com os/as alunos/as e, portanto, ocupam uma posição estratégica na formação para a cidadania das novas gerações na sociedade brasileira


Palavras-chave


Gênero. Sexualidade. Diversidade. Educação. Desconstrução de Preconceitos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n2.2016.5557

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia