A ORM-POLOP E A FORMAÇÃO DA TEORIA MARXISTA DA DEPENDÊNCIA: AS CONTRIBUIÇÕES DE THEOTÔNIO DOS SANTOS E RUY MAURO MARINI

Arnon Abner da Silva Gonzaga, Daniel Alves Rodrigues Luciano, Raphael Lana Seabra

Resumo


A presente pesquisa tem por objetivo avaliar as relações de reciprocidade entre as
teses políticas da Organização Revolucionária Marxista - Política Operária (ORMPOLOP)
e as elaborações teóricas nas obras iniciais de Ruy Mauro Marini e
Theotônio dos Santos, posteriormente conhecidas como teoria marxista da
dependência. O método de análise contempla duas fases distintas e
complementares: a primeira fase se debruçará sobrea formação e desenvolvimento
da organização através da análise de alguns documentos políticos da organização,
com foco em seu Programa Socialista para o Brasil de 1967; a segunda fase analisa
a presença e reelaboração das concepções da organização política em duas obras
de dois intelectuais-militantes, Socialismo ou Fascismo: o caráter da nova
dependência e o dilema latino-americano, de Theotônio dos Santos, e,
Subdesenvolvimento e Revolução, de Ruy Mauro Marini. Esta organização tem
grande importância por ser a primeira a desafiar a hegemonia do Partido Comunista
Brasileiro, abrindo caminho para a Esquerda Revolucionária Brasileira, como
também aquela cujas contribuições ganharam contornos conceituais em análises
posteriores dando uma enorme contribuição às ciências sociais à compreensão e
crítica do desenvolvimento do capitalismo brasileiro e latino-americano, forjando
assim a teoria marxista da dependência


Palavras-chave


ORM-POLOP – Teoria Marxista da Dependência – Ruy Mauro Marini – Theotônio dos Santos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n2.2016.5532

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia