AVALIAÇÃO DOS NÍVEIS DE POLUENTES ATMOSFÉRICOS NAS PRINCIPAIS VIAS DE TRÁFEGO DA CIDADE DE ÁGUAS CLARAS – DF

Bruna Oliveira Almeida, Edson Benício de Carvalho Júnior

Resumo


Atualmente, há no mundo inteiro uma necessidade crescente de ações efetivas para a obtenção de uma melhoria na qualidade do ar ambiente, principalmente nos centros urbanos. A poluição do ar tornou-se um dos fatores que mais fortemente afetam a qualidade de vida da população, uma vez que ocasiona prejuízos à saúde humana e ao meio ambiente em gera. A elevada motorização, o transporte individual, os congestionamentos de grandes extensões nos horários de pico, a redução da velocidade média do trânsito nos corredores de tráfego, o maior gasto de combustível são questões que fazem parte da realidade dos centros urbanos. Esse é o caso da cidade de Águas Claras, onde a população quase triplicou em uma década. Esse rápido crescimento contribuiu para o agravamento de problemas relacionados ao tráfego de veículos. Nesse contexto, de aumento da emissão de poluentes gasosos em virtude do aumento do número de veículos, o presente trabalho avaliou os níveis de emissões atmosférica, devido ao tráfego veicular, nas principais vias da cidade de Águas Claras. Para tanto, o método utilizado foi sustentado em contagens volumétricas do tráfego de veículos para se estimar as emissões atmosféricas. Após a contagem e classificação do tráfego foi realizada uma avaliação qualitativa. Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliográfica para levantamento de dados em sites de organizações ligadas a pesquisas sobre preservação do meio ambiente, artigos, e inventários de emissão de gases. Foram utilizados valores dos fatores de emissão de monóxido de carbono (CO) para combustíveis fósseis. Cabe ressaltar que não existe um Monitoramento da Qualidade do Ar, na região analisada, por parte do órgão ambiental. Como resultado da contagem veicular foram verificados engarrafamentos significativos nos horários de pico nas principais vias da cidade. Além disso, verificou-se altas concentrações de CO provenientes do tráfego veicular sendo que quanto mais fluido o tráfego menor os níveis de emissão de CO por parte dos veículos. Cabe aqui uma ressalva de alerta para as autoridades, pois os dados indicam situação de potencial impacto à saúde das pessoas. Portanto, recomenda-se o monitoramento da qualidade do ar na região de forma a permitir a classificação dos níveis de qualidade do ar no intuito de prevenir situações graves que possam provocar riscos à saúde da população, principalmente nos meses de seca


Palavras-chave


Poluição atmosférica; Qualidade do ar; Tráfego veicular

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n2.2016.5495

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia