AVALIAÇÃO DA ABSORÇÃO POR CAPILARIDADE DE ARGAMASSAS PARA REVESTIMENTO COM DIFERENTES ADITIVOS IMPERMEABILIZANTES

Bruna Vieira de Santana, Isabella Venâncio Aleixo, Irene de Azevedo Lima Joffily

Resumo


Existem, no mercado da construção civil, vários aditivos que servem para impermeabilizar as argamassas de revestimentos, porém, não se sabe, ao certo, se eles são realmente eficientes. No Brasil, ainda se faz muito uso do método tradicional de construções, por isso estudos nessa área ainda são válidos e necessários para garantirem um melhor conhecimento da área. Assim, o objetivo deste estudo foi verificar a eficiência de três diferentes aditivos impermeabilizantes quando associados à argamassa de revestimento e uma argamassa impermeável pronta com relação à absorção por capilaridade e se apresentam resultado dentro do previsto pela NBR 16072 que regulamenta os requisitos para argamassa impermeável. Para tanto, foram realizados ensaios de compressão, absorção de água por capilaridade, consistência, índice de vazios, massa específica e resistência, utilizando cinco argamassas, uma de referência, sem aditivo, outras três acrescidas de aditivos impermeabilizantes e uma última argamassa impermeável pronta. Verificou-se com esse trabalho que, ao adicionar os aditivos, a consistência das argamassas não sofreu grandes alterações. Em relação à resistência, duas argamassas (A e D) não atenderam aos requisitos da norma, a argamassa B não teve grandes alterações, já C apresentou um aumento na resistência. A ascensão capilar foi menor tanto na argamassa A quanto na C, de acordo com os ensaios de capilaridade e do cachimbo. As reduções das absorções por capilaridade das argamassas A e C foram de 28,6% e 26,4% quando comparadas com a argamassa de referência, enquanto as duas com menor desempenho, B e D, a redução foi de apenas 5,5% e 6,6%, respectivamente. No ensaio de absorção, índice de vazios e massa específica, A teve a maior absorção devido à incorporação de ar e as demais argamassas ficaram com os resultados próximos à de referência. Como resultado, infere-se com este estudo, que a argamassa impermeável pronta (A) teve a menor absorção de água por capilaridade, possivelmente devido à maior incorporação de ar, entretanto nenhuma das argamassas impermeabilizantes testadas atendeu aos requisitos da norma NBR 16072


Palavras-chave


Argamassa; Aditivo; Impermeabilidade; Capilaridade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n2.2016.5493

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia