CONHECIMENTO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS SOBRE A CIRURGIA BARIÁTRICA (CB)

Fernanda Souza Lopes, Linconl Agudo Oliveira Benito

Resumo


A cirurgia bariátrica (CB) se constitui enquanto método eficiente no tratamento à obesidade (CID 10 - E66) e suas comorbidades, permitindo a perca de peso e regulação de vários parâmetros relacionados ao funcionamento corporal. Trata-se de um estudo transversal e de abordagem quantitativa que analisou o conhecimento de estudantes de uma instituição de ensino superior (IES) com sede em Brasília (D.F.) sobre a CB. Para aquisição dos subsídios necessários a edificação do presente estudo, foi utilizado um instrumento de coleta de dados (ICD) proposto por Garrido Jr (2004), possuidor do título “Teste de entendimento aos pacientes candidatos à cirurgia da obesidade mórbida (TEPCCOM)”, permitindo desta forma aferir o conhecimento dos atores sociais participantes. Foram também utilizados artigos de periódicos científicos, produções acadêmicas e legislação correlata, adquiridas após buscas bibliográficas eletrônicas junto à base de dados informatizados nacionais e internacionais (CUIDEN, LILACS, MEDLINE, MINERVA-UFRJ, SABER-USP, TESES-FIOCRUZ). O presente estudo foi submetido a avaliação e tratamento bioético, sendo o mesmo aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa do Centro Universitário de Brasília (CEP/UNICEUB), com o número da CAAE “50679015.6.0000.0023”. Foram entrevistados quatrocentos (400) estudantes, sendo que 48% (n=192) cursavam “enfermagem”, 24% (n=96) cursavam “nutrição”, 15,50% (n=62) cursavam “medicina”, 8,25% (n=33) cursavam “biomedicina” e 4,25% (n=17) cursavam “biologia”. O perfil dos atores sociais participantes do presente estudo se constituiu de 78,75% (n=315) pessoas do sexo feminino, 87,75% (n=351) solteiras, 70,75% (n=283) não desenvolvem atividade remunerada, 93,25% (n=373) negam enfermidade(s), 94,50% (n=378) negam tabagismo, 78% (n=312) negam consumo medicamentoso, 93% (n=372) negam etilismo, 99,25% (n=397) negam hipertensão arterial (HA), 100% (n=400) negam diabetes mellitus (DM), 81,50% (n=326) negam sobrepeso e 95% (n=380) negam obesidade. Por meio do presente estudo foi possível verificar que os graduandos em saúde possuem conhecimento em relação a CB. Foi identificado ainda reduzido conhecimento dentre os entrevistados, apenas na categoria analítica relacionada a necessidade de suplementação alimentar utilizando polivitamínicos após a realização da CB


Palavras-chave


Conhecimento. Estudantes. Obesidade. Obesidade mórbida. Cirurgia bariátrica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n1.2015.5459

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia