AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO MECÂNICO DE UM SOLO DO DISTRITO FEDERAL COMPACTADO EM DIFERENTES UMIDADES PARA SER UTILIZADO NA CONFORMAÇÃO DE ATERROS RODOVIÁRIOS

Igor Francesco Ferreira da Silva, Julián Asdrubal Buriticá García

Resumo


O desenvolvimento econômico de um país se concentra nos eixos das grandes rodovias, que tem como objetivo direcionar todo o processo de transporte de insumos, produtos e serviços. No Brasil é notório o estado precário das estradas, muitos dos danos evidenciados, são provocados por movimentos de massa nos aterros rodoviários que podem ser originados por deficiências no processo de compactação. Para que um solo possa ser usado em obras de aterros rodoviários é necessário que se cumpram alguns requisitos, garantido que sejam alcançadas certas propriedades que melhoram seu comportamento mecânico. A presente pesquisa objetivou a obtenção de parâmetros de resistência para um material típico do Distrito Federal compactado com diferentes umidades para ser utilizado na conformação de aterros rodoviários. Para a execução do trabalho foi coletada uma amostra deformada de solo, retirada no campus do UniCEUB na Asa Norte. Depois de obter os parâmetros de resistência do solo, peso específico natural, ângulo de atrito e coesão, foram realizadas análises de estabilidade de taludes de aterros de diversas seções transversais hipotéticas, simuladas no módulo GeoSlope do programa GeoStudio, tendo como produto deste estudo os respectivos fatores de segurança de cada seção e suas características. O estudo comparativo dos fatores de segurança das seções para diferentes umidades do solo é de grande importância tendo em vista que o controle da umidade no canteiro de obras é precário, levando em consideração que o material dispõe-se a céu aberto e exposto a intempéries, tornando-se impraticável obter precisão e estabilidade no teor de umidade, sendo obrigado a trabalhar em valores diferentes da umidade ótima, ocasionando divergências entre projeto e execução. Após as análises realizadas, foi possível identificar que em alguns casos existe a possibilidade de se trabalhar em períodos de seca ou de pluviosidade elevada sem comprometer a construção, utilização e a segurança do aterro rodoviário. Observou-se que a Areia-argilosa do Distrito Federal além de possuir características ideais no ponto ótimo, também demonstrou cenários favoráveis no ramo mais seco da umidade, retornando elevados valores do fator de segurança. Em relação à inclinação dos aterros foi notável que quanto mais íngreme, o fator de segurança diminui, seguindo na mesma linha as seções com a altura mais elevada. Da mesma forma, quando aterros mais elevados possuíam banquetas em sua composição, os fatores de segurança se otimizavam numa tentativa de se aproximar às seções de menor altura, ratificando a finalidade da berma de equilíbrio.


Palavras-chave


Estabilidade de talude; Compactação; Aterro

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pic.n1.2015.5385

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia