A MENINA, O ENCANADOR E O MINISTRO

joelma rodrigues silva, Patrícia Maria Mendonça da Silva

Resumo


Que podem os movimentos sociais de mulheres em face de decisão do Supremo Tribunal Federal que ameaça a integridade física, moral e psicológica de meninas e jovens? Os mecanismos acionados pelo discurso jurídico para justificar e perpetuar práticas violentas e degradantes e como a sociedade brasileira é atingida e pode reagir quando a justiça, longe de assegurar a proteção às crianças, age no sentido de reforçar o lugar socialmente estabelecido para os agressores é o que se apresenta neste artigo.

Palavras-chave


Infância; Estupro; Discurso jurídico; Representações sociais.

Texto completo:

texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pade.v1i1.150

ISSN 1980-8887 (on-line) - e-mail: joelmarodriguess@gmail.com

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia