Ensino jurídico, pesquisa e extensão: a experiência do programa RECAJ UFMG

Adriana Goulart de Sena Orsini, Nathane Silva

Resumo


O presente artigo visa debater novas práticas de ensino jurídico, focadas numa aprendizagem inovadora, que vá além das salas de aula e dos conteúdos tradicionalistas ministrados nas faculdades de direito. A partir da experiência do Programa RECAJ UFMG, pretendeu-se demonstrar a possibilidade de inovação do ensino jurídico a partir do tripé ensino-pesquisa-extensão e das formas consensuais de solução de conflitos, que, juntos, podem contribuir amplamente para um ensino jurídico mais próximo da realidade e que possibilite a formação de operadores do direito mais comprometidos e dispostos a transformar positivamente os problemas sociais.

PALAVRAS-CHAVE: Ensino Jurídico. Aprendizagem Inovadora. Ensino-pesquisa-extensão. Resolução de Conflitos. RECAJ UFMG.

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/unijus.v24i2.2364

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1519-9045 (impresso) - ISSN 1982-8268 (on-line) - e-mail: carolina.abreu@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia