O discurso do afeto

Nelly Vianna Kauffman do Nascimento

Resumo


As decisões judiciais acerca da possibilidade de indenização civil por danos morais oriundos do abandono afetivo do filho pelo pai, bem como a discussão no meio jurídico apontam para o predomínio de um discurso de valorização do afeto como realidade digna de tutela nas relações familiares. A proposta da presente análise é evidenciar as concepções de Direito, família e afeto que emergem do debate público, por vezes contraditórias e paradoxais, fruto das tensões, lutas e diálogos na tentativa de traçar novos contornos de um Direito das famílias.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/unijus.v1i0.1234

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1519-9045 (impresso) - ISSN 1982-8268 (on-line) - e-mail: carolina.abreu@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia