A transição do jornalismo partidário para o jornalismo de informação e a formação dos impérios midiáticos no Brasil

Henrique Tavares Moreira

Resumo


O presente artigo tem por objetivo discutir aspectos da construção de grandes conglomerados midiáticos no Brasil, principalmente o surgimento de empresas jornalísticas economicamente viáveis, no início do século XX. Com isso, buscamos recuperar de que maneira o jornalismo brasileiro evoluiu de atividade subordinada a forças políticas para empreendimento de caráter empresarial, e o papel desempenhado por Assis Chateaubriand e Roberto Marinho na construção dos mais destacados impérios midiáticos de nossa história. O artigo trata, ainda, da influência do modelo norte-americano para o estabelecimento de um jornalismo empresarial e de que como essa mudança se deu no Brasil.

Palavras-chave


Jornalismo, História do Jornalismo, Impérios Midiáticos

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/uc.v11i1.2594

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2175-7461 (impresso) - ISSN 2179-488X (on-line) - e-mail: joana.bicalho@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia