Olho mecânico: o cinema de Juan José Campanella no filme - DOI: 10.5102/uc.v9i1.1750

Igor Valim, Flor Marlene Lopes

Resumo


A comunicação está presente na vida de todos os seres humanos. Desde a simples atitude de falarmos todos os dias com amigos e familiares, até as notícias dadas por televisões, rádios, portais e jornais. Desde puro entretenimento a informações que podem mudar o rumo do mundo. Uma das formas mais apreciadas pelo público é o cinema. Apresentado em 1895, foi a primeira mídia que colocou os acontecimentos estáticos em movimento, e trouxe para ele o status de representante da realidade. Diferente do esperado, o cinema rompeu as expectativas de seus criadores e foi disseminado por todo o mundo, mas foi na Europa e nos Estados Unidos que se tornou um grande e rentável mercado. Na América Latina, se destaca na Argentina, Brasil e México, muito por conta do financiamento dos governos e de grandes conglomerados midiáticos. O foco foi entender, porque Juan José Campanella se volta para o mercado mundial, rompendo as barreiras de seu país. Para isso, foi feita a análise de um de seus filmes, “El Secreto de sus Ojos” (O Segredo de seus Olhos), vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro em 2010.

Palavras-chave


Cinema. Cinema argentino. El Secreto de sus Ojos. Juan José Campanella.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/uc.v9i1.1750

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2175-7461 (impresso) - ISSN 2179-488X (on-line) - e-mail: joana.bicalho@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia