A história e a pesquisa em comunicação - DOI: 10.5102/uc.v8i2.1443

Henrique Tavares Moreira

Resumo


Este trabalho descreve os elementos e as condições que determinaram a construção de um projeto de pesquisa na área da Comunicação Social, tendo como abordagem a pesquisa histórica. Discute as principais questões acerca da formação de um campo específico do conhecimento relacionado à Comunicação e das dificuldades na construção de uma epistemologia que abrigue a Comunicação como disciplina. Propõe que a História seja efetivamente uma opção para representar o campo comunicacional, contrariamente ao que hoje ocorre, com uma participação reduzida e que se limita a listar correntes, teorias e a estabelecer uma cronologia relativa ao surgimento das teorias ou instituições. O projeto apresentado parte do pressuposto que, historicamente, a imprensa brasileira tem um caráter instrumental que a afasta dos interesses da sociedade e a mantém como elemento-chave de projetos políticos. Sendo assim, acredita-se ser possível desvendar de que maneira, e sob quais condições surgiram no Brasil lucrativos impérios econômicos que têm suas origens em empresas exclusivamente jornalísticas e de que forma foram construídos seus discursos jornalísticos e suas escolhas editoriais. A pesquisa deverá, então, contribuir para que os estudos das comunicações (communication research) aprofundem seus conhecimentos a respeito dos meios de comunicação.

Palavras-chave


Comunicãção; Epistemologia da Comunicação; História da Comunicação

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/uc.v8i2.1443

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2175-7461 (impresso) - ISSN 2179-488X (on-line) - e-mail: joana.bicalho@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia